A meia-calça é a peça queridinha do inverno, afinal, com ela é possível vestir um tubinho preto, saias e shorts sem se preocupar com a queda da temperatura. Mas, normalmente, as mulheres optam pela combinação tradicional de meia preta com sapato preto ou, no máximo, meia colorida com o mesmo sapato preto. Só que há tantas opções no mercado, que variam em textura, cores, estampas e fios, que chega a ser um desperdício não arriscar um pouquinho que seja. Quer um exemplo? Um look pode transitar do dia para a noite só com a troca de um sapato, que será o responsável pela “cara” que você vai dar a produção.

img42

“Quando combinadas a um oxford, tênis, bota de montaria ou sapatilha são casuais e perfeitas para o dia a dia. No entanto, basta colocar um scarpin, mary jane (também conhecido como sapato de boneca), pep toe ou stiletto para deixar o visual pronto para a noite”, explica a consultora de moda Mariana Assad. O biotipo também pode ser avaliado.

A personal stylist Juliana Bacellar alerta que mulheres que querem disfarçar as pernas grossas devem optar pelas cores mais escuras, sem texturas e estampas – e seguir a recomendação para o sapato. Já as baixinhas, precisam cuidar na hora de combinar ankle boots para não cortar a silhueta. “Não é regra combinar a cor da meia com a do sapato, a não ser que a ideia seja a de alongar a silhueta”, diz Mariana. No mais, dá para brincar com os tons contrastantes, como azul e vermelho, ou experimentar combinações mais sóbrias, como grafite e bege. Vale lembrar que os sapatos que deixam os dedinhos à mostra só devem ser usados com peças que não deixem a costura aparecendo.

A escolha da meia costuma depender do estilo de quem usa e também o ambiente que será frequentado. “Quanto mais grosso o fio, mais informal a impressão que você vai passar”, explica Mariana. No dress code, a formalidade exige tramas que variem do fio 7 até, no máximo, o 20.

Fonte